xtb

EUR / USD: Recomendações de Negociação de Forex

A publicação de dados macroeconômicos americanos positivos para novembro (sexta-feira passada) apoiou o dólar. No início da sessão européia de hoje, os futuros do índice DXY em dólar estão sendo negociados a 98,19, 29 pips a mais que o preço de fechamento da última quinta-feira.

O crescimento dos PMIs para gerentes de compras para os setores de manufatura e serviços, bem como o índice de confiança do consumidor, também provocaram um declínio na demanda por ativos defensivos - títulos de ouro e do governo, aumentando a tendência dos investidores de comprar ativos de risco da bolsa de valores dos EUA . O índice de sentimento do consumidor final da Universidade de Michigan no final de novembro chegou a 96,8 contra o nível de 95,5 de outubro, que também é superior à previsão de 95,7.

Os consumidores americanos avaliam positivamente as perspectivas para a economia dos EUA, que ainda demonstram maior estabilidade no contexto de conflitos comerciais internacionais do que a economia de outros países parceiros dos EUA. Devido a preocupações com o estado da economia da zona do euro, é improvável que o euro mostre um crescimento significativo em relação ao dólar americano em um futuro próximo.

Hoje, em relação ao dólar e ao euro, não está planejada a publicação de importantes estatísticas macro. Nesta semana, os investidores acompanharão a publicação na quinta e sexta-feira dos índices de inflação na Alemanha e na zona do euro. Enquanto isso, EUR / USD continua em declínio, sendo negociado abaixo dos principais níveis de resistência de 1.1125 (ЕМА144 no gráfico diário), 1.1170 (ЕМА200 no gráfico diário). Uma quebra na zona abaixo do nível de suporte local de 1.0995 (baixa de novembro) provavelmente indicará um fortalecimento da tendência de queda com metas nos níveis de suporte de 1.0940 a 1.0900. Qualquer crescimento corretivo de EUR / USD será limitado pelos níveis de resistência 1.1125, 1.1170. A dinâmica negativa de longo prazo de EUR / USD permanece. As posições curtas são preferidas.

Apesar do Brexit obviamente afetar em maior medida o GBP, o EUR também sofre as consequências do impasse entre o Parlamento Europeu e o Reino Unido. Dessa forma, enquanto não houver uma decisão final se haverá acordo ou não, o que deve ocorrer em 31 de Janeiro segundo a nova data, o Euro também estará sujeito a oscilações e potenciais desvalorizações.