xtb

Ondas de vacinas passam pelos mercados de câmbio

O anúncio da vacina Moderna teve um efeito insignificante nos mercados de câmbio durante a noite. As moedas asiáticas e do G-10 permaneceram quase inalteradas durante a sessão, com apenas os dólares pró-cíclicos canadenses, australianos e neozelandeses apresentando desempenho superior. A curva de juros dos EUA subiu após o anúncio da Moderna, e isso provavelmente compensou qualquer impulso de rotação do dólar americano no curto prazo. O resultado líquido é um empate nulo no que diz respeito aos mercados de câmbio.

As moedas asiáticas subiram na Ásia esta manhã depois que o PBOC fixou o USD / CNY em 6,5762, a maior correção do yuan desde 27 de junho de 2018. Com o PBOC não mostrando sinais de desconforto com a valorização do yuan, a valorização da moeda regional está definida para continuar, embora os bancos centrais locais em países como a Coreia do Sul e a Tailândia provavelmente irão “suavizar” os ganhos taticamente.

O USD / JPY se recuperou antes de sua média móvel de 100 dias em 105,75, com a resistência da linha de tendência de 5 meses em 105,65, limitando os ganhos. USD / JPY caiu 115 pontos para 104,50 desde então e agora parece prestes a retestar suas baixas de novembro perto de 103,20. Apenas uma nova inclinação da curva de juros dos EUA parece provável de atrasar, e é notável que os rendimentos mais elevados dos EUA durante a noite ainda viram o USD / JPY cair.

Os intervalos quase inalterados vistos durante a noite são provavelmente um mero atraso para uma maior fraqueza do dólar. Entre as principais moedas, EUR, GBP, CHF, JPY e Commonwealths, todos parecem prontos para ganhos mais técnicos.

Voltando à situação da Covid, as restrições continuam aumentando na Europa, com a Suécia sendo a última a revelar restrições severas a reuniões públicas. A situação nos Estados Unidos é particularmente preocupante, com novas restrições em todo o estado aparentemente a cada dia. O impasse eleitoral está complicando o quadro, e parece inevitável que os dados econômicos dos EUA sofram no quarto trimestre. Os acontecimentos na América são muito importantes, é claro, pois representam 25% do PIB global.

Para a UE, a vacina de maior visibilidade até agora é a da Pfizer. O bloco já até mesmo comprou milhões de doses, com a esperança de em breve vacinar pessoas idosas e vulneráveis. Com isso, as bolsas europeias tiveram leve alta nessa última semana, e o otimismo do mercado se somou à bons indicadores econômicos em alguns países, como a redução do desemprego no mês de outubro na Holanda.