xtb

Polícia federal brasileira invade apoiadores de Bolsonaro em investigação de comícios

A polícia brasileira invadiu as casas e escritórios dos aliados do presidente Jair Bolsonaro na terça-feira como parte de uma investigação sobre o financiamento de comícios antidemocráticos em apoio ao líder de direita.

Os apoiadores de Bolsonaro saem às ruas quase semanalmente para desafiar os bloqueios por coronavírus e pedem intervenção militar para fechar o Congresso e a Suprema Corte, que eles vêem como obstáculos à sua agenda.

Bolsonaro, ex-capitão do exército e apologista do golpe militar de 1964 no Brasil, participou de várias manifestações, mas não é alvo da investigação da polícia federal.

Os crescentes confrontos do presidente com a Suprema Corte ocorrem quando o Brasil sofre o pior surto de COVID-19 do mundo fora dos Estados Unidos, que já matou cerca de 44.000 pessoas.

O tratamento da crise na saúde de Bolsonaro atraiu críticas de especialistas em saúde, pois ele minimizou a gravidade da doença, afastou especialistas e desafiou as ordens de distanciamento social de governadores e prefeitos.

Entre os alvos de 21 mandados de busca na terça-feira estavam o deputado federal Daniel Silveira e o blogueiro conservador Allan dos Santos, disseram os dois nas redes sociais.

A operação de terça-feira seguiu prisões na segunda-feira de ativistas pró-Bolsonaro por trás do grupo de extrema-direita “Brasil 300”, que realizou uma marcha com tocha diante do Supremo Tribunal no mês passado.