xtb

A Apple não consegue anular o veredicto da patente VirnetX, pode dever mais de US $ 1,1 bilhão

Um juiz federal negou a oferta da Apple Inc para anular ou reduzir um veredicto de violação de patente de $ 502,8 milhões a favor da VirnetX Holding Corp e concedeu juros e royalties que poderiam aumentar o pagamento total da Apple em dois processos acima de $ 1,1 bilhão.

Em uma decisão emitida na sexta-feira, o juiz distrital dos EUA, Robert Schroeder, em Tyler, Texas, rejeitou o pedido da Apple para um novo julgamento e várias outras reivindicações.

Isso inclui que o prêmio da VirnetX não deve exceder US $ 113,7 milhões, e que os jurados deveriam ter sido informados que o Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos considerou as reivindicações da VirnetX “não patenteáveis”.

Em outubro, os jurados descobriram que a Apple infringiu duas patentes VirnetX relacionadas a redes seguras, conhecidas como redes privadas virtuais, às quais proprietários de vários iPhones e iPads podem se conectar.

Schroeder também concedeu royalties de 84 centavos por unidade para futuras infrações, espelhando a taxa definida pelo júri. A Apple havia dito que os royalties futuros deveriam ser zero, ou então não mais que 19 centavos por unidade.

A Apple e a VirnetX não responderam imediatamente aos pedidos de comentários.

No pregão da tarde, as ações da VirnetX subiram 54 centavos, ou 10,8%, a $ 5,63.

A Apple, com sede em Cupertino, Califórnia, e VirnetX, com sede em Zephyr Cove, Nevada, lutaram em litígios de patentes por mais de uma década.

Em março passado, a Apple pagou à VirnetX US $ 454 milhões depois que a Suprema Corte dos EUA se recusou a ouvir o recurso do fabricante do iPhone em um caso de patente anterior.

Em um processo judicial em 18 de dezembro, a Apple disse que a última sentença poderia aumentar seu pagamento em ambos os casos para US $ 1,116 bilhão.

O caso é VirnetX Inc v. Apple Inc, U.S. District Court, Eastern District of Texas, No. 12-00855.