xtb

MelhoresBrokers.com.br Forum

Cervejaria brasileira Ambev registra queda nos lucros do 1º trimestre à medida que os volumes crescem

O lucro líquido da cervejaria brasileira Ambev SA no primeiro trimestre subiu 29,1% em relação ao ano anterior, com o aumento dos volumes, impulsionado por suas unidades domésticas e sul-americanas, disse na quinta-feira, superando as estimativas de analistas consultados pela Refinitiv.

O resultado final ficou em R$ 3,53 bilhões (US$ 717,51 milhões), à frente de uma estimativa de R$ 2,79 bilhões, também impulsionada pelo resultado financeiro da empresa.

“Entregamos crescimento de volume e EBITDA (lucro principal) apesar da volatilidade da indústria em vários mercados e mesmo com os custos sob pressão”, disse o presidente-executivo Jean Jereissati em comunicado.

A receita líquida trimestral da Ambev subiu 10,8%, para 18,44 bilhões de reais, ligeiramente acima da estimativa média de mercado de 18,03 bilhões de reais.

Os volumes cresceram 3,6%, um número que a subsidiária da belga Anheuser-Busch InBev SA considerou positivo, dada a nova onda de infecções por COVID-19 impulsionada pela variante Omicron e o adiamento dos desfiles do Carnaval do Brasil (NYSE:CCL) para o segundo trimestre.

O lucro ajustado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) aumentou 3,7% para 5,52 bilhões de reais, praticamente em linha com as estimativas, mas a margem EBITDA ajustada caiu 200 pontos base para 30%.

“Como esperado, as pressões de custo permaneceram em vigor… devido aos preços mais altos das commodities, que já foram projetados”, disse a Ambev em um documento de valores mobiliários.